Em breve, na esquina mais próxima, com um marronzinho à bordo.

O Presidente da Nissan para a América Latina confirmou a assinatura do contacto. São Paulo encomendou um lote de folhas (leaf em inglês), sem dar detalhes do valor e da quantidade, mas especula-se que serão cerca de cinqüenta, para equipar a Companhia de Engenharia de Tráfego . O que infelizmente não significa que vocês poderão entrar em uma concessionária e encomendar os seus, pois o acordo é com a prefeitura paulistana, para o mercado varejista brasileiro ainda pende a parcela do governo federal, que ainda não demonstrou boa vontade alguma. Os encomendados devem chegar até o fim do ano, pois apesar do agouro dos pessimistas e dos machistas que não toleram carros que não poluem, já há fila de espera.

Painel bonito e fácil de se ler.

O preço do Leaf é US$ 30.000,00, mas pode sair até por US$ 20.000,00 com os subsídios que recebe nos Estados Unidos e na Europa. Quanto à questão da licitação, não encontrei qualquer detalhe, mas pode-se subentender que a Nissan era o único fornecedor prontificado, e a prefeitura teria deixado claro que queria um automóvel eléctrico de quatro rodas. O Volt é híbrido e bem maisa caro, não há concorrentes para as necessidades do cliente, no Brasil.

No site da Nissan do Brasil (este) não encontrei nada de relevante a respeito, nada além de uma nota no blog oficial (este) e do vídeo abaixo. Mas é certo que São Paulo não está apenas estimulando uma evolução, está minando os receios que o povo, leigo, tem a respeito do carro eléctrico, principalmente em enchentes. Quanto a este, informo aos leitores que a bomba eléctrica de combustível de seus carros fica dentro do tanque.

Detalhes aqui, aqui, aqui, aqui,

Anúncios