Procurando material para mais um artigo, encontrei uma das teorias conspiratórias mais consistentes que já vi. Mas não deixa de ser uma teoria conspiratória, sem provas e sem reação à altura de quem estaria sendo incomodado.

Hoje vi um anúncio de baterias recicladas de 12V e 60Ah por R$100,00. Caro em termos mundiais, mas uma pechincha em termos de Brasil. Estas baterias podem suprir 240Wh sem problemas, cerca de 0,325cv. A relação preço/potência fica em cerca de R$307,50 por cavalo; excelente para nossos padrões. Com o tempo e a importação de tecnologia de ponta para reciclagem, a tendência é a relação ficar menor.

Encontrei um vídeo que ilustraria bem a notícia, mas também outro esquisitos sobre os quais quero tecer comentários.

Um vídeo me chamou atenção por conter os nomes “Tesla” e “Pierce Arrow” no mesmo título. Segundo o mesmo, Nikolas Tesla teria convertido um Pierce Arrow, em 1930, para energia eléctrica. Teria rodado cerca de 80km a mais de 140km/h, utilizando apenas pilhas de baixa potência, para efeito de demonstração. Eis o vídeo:



O que me faz desacreditar da conversa é o carro que teria sido utilizado. Os Arrows eram veículos de alto luxo e alto desempenho, seria necessário ser muito rico para poder comprar um, ainda que usado, só para fazer a conversão. E quando eu digo “rico”, equivale hoje a ser bilionário. É como converter um Maybach (aqui), único concorrente à altura dos Rolls Royce. Me consta que os patrocinadores costumavam correr de Tesla, o que indica que ele não tinha recursos próprios para uma brincadeira dessas. Dizem que o carro (se existiu) desapareceu, ou foi reconvertido por um novo dono. Isto faria sentido, pois a própria Ford foi sabotada quando demonstrou um protótipo pronto e funcional de carro eléctrico. Ao menos isto não é teoria, houve investigação, julgamento e condenação dos acusados… Mesmo assim o público continuou a sucumbir a apelações estúpidas, como “carro silencioso não é para homem”.

Buscando informações mais detalhadas, que não consegui a contento, infelizmente, encontrei um blog com dois vídeos de uma entrevista transmitida por rádio, de uma emissora espanhola, sobre ligações de Tesla com o projecto H.A.A.R.P. Quem quiser ver, clique aqui. Me chamaram atenção os seguintes pontos:

  • Grandes grupos econômicos e a CIA teriam conspirado contra Tesla. Isto não é novidade, mas é extremamente genérico; Grupos econômicos se sentindo ameaçados por uam tecnologia de transmissão de energia a baixíssimo custo, e um país historicamente belicista temendo que tecnologias potencialmente destructivas caiam em mãos inimigas. Aqui não há como desmentir, a burrice corporativa pode ser comparada à dos asnos, que viveriam mais e melhor se aceitassem barras de cereal de seus donos, mas preferem não correr riscos e pastar capim, ainda que outro animal tenha defecado nele. Hoje a Nasa trabalha em uma antena gigantesca que captará os ventos solares, extremamente electrificados, e transmitirão a energia à terra. Pelo volume de energia, a conta de luz do cidadão se tornará medíocre, beneficiando a indústria e a infraestrutura pública.
  • Thomas Edison teria sabotado Tesla. Vamos dizer algo sobre Edison, ele era cabeça-dura, turrão, irascível, inflexível, maníaco por trabalho e extremamente pedante em muitos momentos, era muito fácil não gostar dele. O problema é que Testa também era. Eram dois pólos de mesma carga extremamente energizados, imagino as brigas homéricas dos dois até Tesla ter se demitido. Edison não precisava sabotar ninguém, ele era notóriamente contra a corrente alternada, julgava-a perigosa demais para uso público, era bastante rico para não precisar correr atrás de qualquer um para um projecto e, principalmente, todos os que entravam para a sua equipe sabiam que a patente era dele. Tesla entrou como assistente, mas não gostou do chefe ser sua cópia e se mandou.
  • Tesla teria inventado o rádio e a internet. Não como o são hoje, mas é provável. Da mesma forma como é bastante provável que ele tenha conseguido encontrar um meio de transmitir imensas quantidades de energia com perdas insignificantes, e que este mesmo princípio poderia ser usado para destruição em massa. Decerto que ele não queria ferir ninguém. Tesla não festejava com churrasco enquanto contabilizava quantas pessoas a mais conseguia fazer sofrer e morrer com suas pesquisas, ele não é como certos demônios que os Estados Unidos ainda se arrependerão de financiar. Mas suas pesquisas teriam chegado a ouvidos militares, que logo imaginaram este artefato nas mãos dos comunistas e o resto vocês podem deduzir. Estas “precauções”, hoje, seriam inúteis, tanto quanto manter qualquer potencial ameaça como segredo de Estado.
  • A CIA teria matado Tesla e sumido com o corpo. Ele já estava velho, dormia pouquíssimo e trabalhava duro por muitas horas seguidas, quase uma escravidão voluntária. A fama de cientista maldito, pelo potencial destruidor de suas descobertas, já lhe tinham dado uma certa impopularidade, então dificilmente o grande público se importaria com sua morte. Quanto aos agentes terem arrombado o cofre e levado todos os projectos, ainda não vi provas em favor nem em contrário. Como eu disse, hoje é inútil trancafiar segredos para não colocá-los em prática e a conhecimento popular. Se um sujeito sozinho, com um Wikileaks (aqui) da vida, conseguiu trazer à tona todas as fofocas do meio diplomático mundial, com certeza alguém já disseminou esses “segredos” para quem saberá pô-los em prática.
  • Tesla Motors. A mais bem sucedida indústria de carros eléctricos do mundo (aqui) faz uma clara e retumbante homenagem ao pai da indução electromagnética, que é a base de tudo o que ele fez em vida. Seria um tapa na cara muito doloroso se absolutamente tudo o que dizem fosse verdade. Se metade do que dizem for verdade, esta empresa não estaria com muitas cartas na manga à espera de conquistar o público para mostrar uma por uma? Minha experiência com política e marketing diz que seria uma teoria conspiratória extremamente plausível. A VINGANÇA DOS TESLA!

O maior problema de uma teoria conspiratória é haver a contrateoria. Da mesma forma como existe a contraespionagem, as vítimas de espiões seguem os passos dos invasores para fazer seu golpe se virar contra quem os mandou. Fica uma guerra de informações e mesmo que está dentro tem dificuldades em saber o que é ou não verdade. Às vezes absolutamente nada é verdade, apenas respostas aos blefes. Às vezes tudo é verdade, pelo que nenhum dado pode ser desconsiderado. A primeira cousa que pergunto quando me trazem dados assim, é a origem. Depois os meios pelos quais a informação foi extraída. Um dia isto acaba, como a adolescência um dia acaba. Mas quem tem adolescente em casa sabe o inferno em que eles podem transformar um ambiente.

Algo que Nikolas Tesla (biographia) gostaria de ver é o vídeo a seguir. Um garotinho mostra para todo mundo, e explica com boa competência, o carrinho eléctrico que o pai o ajudou a construir. Eis:

Isto sim, é verdade pronta e comprovada: Ninguém mais segura a motorização eléctrica. Nem árabes, nem incompetência burocrática brasileira, nada! Não demora e as baterias novas é que custarão cem reais. Queira o pré-sal ou não.

Anúncios