Pela última vez! A morena não acompanha o carro!!

Boa tarde, caros leitores do Página de Nanael! Ficamos para trás de novo!

A África do Sul está para lançar (aqui, aqui, aqui com vídeos e aqui) seu primeiro carro eléctrico. Trata-se do monovolume Joule, da Optimal Energy, esta empresa aqui. Um monovolume capaz de rodar até optimistas 300km com uma carga, e fazer de 0 a 100 em não mais do que dezesseis segundos, velocidade máxima de 135km/h, quase o mesmo que um Fusca Itamar. Preço estimado para os sul-africanos: US$28.000,00. Bom para um carro com bom padrão de acabamento, como parece ser. Uma pechincha para o ramo e, principalmente, para as qualificações do carro, que parece sorrir. Um refresco em meio a bobagens inutilmente agressivas, que só pioram a aerodinâmica, aumentam danos em colisões e agravam ferimentos de atropelados.

Duas cousas, além do preço e do bom desempenho, me chamam atenção: A péssima visibilidade diagonal traseira, típica dos carros de hoje, e o interior. Notem no vídeo, ele tem seis lugares em veludo bege, típico dos carrões americanos de outrora, hoje representados pelo anacrônico e repleto de virtudes Crown Victória, conheça-o aqui, mas poupem-se de certos comentários lá postados. É um carro para a família e para se dar caronas, cultura que precisamos plantar no Brasil. também nota-se no fim do vídeo, que alguém comeu e estava tentando limpar os dentes com a língua.

O desenho é simples, funcional e bastante aerodinâmico, isto explicando a autonomia e a velocidade máxima apreciáveis para o custo, pois deve ter possibilitado usar menos baterias, ítem que pesa muito no preço de veículos eléctricos. O espaço interno é garantido pelos bons 3,9m de comprimento e generosos 1,8m de largura. Para exemplificar, o Opala tem 1,77m de largura. Será um baita de um taxi, heim!

Aqui o vídeo de apresentação, feito em Cape Town: Clique aqui para ir à página do mesmo com muito mais vídeos.

Anúncios