Com 1cv ela anda bem, com 2cv ela voa.

Alguém aí já se perguntou se daria para conectar as baterias de celulares e câmeras para alimentar um carro, mas quase sofreu uma apoptose generalizada logo no começo dos cálculos de custos? Não são os únicos, muita gente pensou e até um maluco colocou baterias de celular em um carro que ele mesmo fez; roda 400km ou mais sem recarga.

Se achas que a Sony já está presente demais e já se enjoaste de tanto ler o nome “Sony” na sua frente, pode se descabelar, porque vem aí mais um ramo da marca.

A japonesa, famosa pela excelência de seus productos electrônicos (salvo o microssistem) avisou que até 2015 pretende fabricar baterias (aqui) para veículos eléctricos, pela Sony Energy Devices (aqui), responsável por suas baterias originais.

Empresas que vendem kits para conversão (como esta) estão fazendo contagem regressiva, porque será um concorrente duríssimo a aportar neste mercado que cresce muito e ainda tem quase tudo para crescer.

Actualmente, na loja da Sony (aqui) dos Estados Unidos uma bateria para uma câmera como a minha, simples, custa cerca de US$ 50,00, com seus poucos watts de potência, para venda no varejo. Isso porque a quantidade de baterias por pacote… sim, aquela pastilha branca que nós colocamos na câmera é um pacote de várias baterias, e ele encarece significativamente o producto final, mas é necessário para protegê-lo. Por serem poucas baterias por pacote, o preço unitário é alto, gastaríamos facilmente três mil Reais para converter uma velha Yamaha Jog, se utilizadas essas baterias, nestas condições de compra, para obter uma velocidade de bicicleta com uma autonomia estritamente urbana. Agora imagine a loucura que seria utilizar aquelas (estas) baterias de botão, usadas em relógios!

Hoje, com uma boa quantidade, pode-se conseguir 1cv/h por menos de US$ 500,00, com uma bateria de 6,8kg ou menos. Já fica mais atraente converter a Jog. Dependendo do estado de conservação, sai mais barato do que as baterias.

Embora a maioria esteja interessada apenas nos carros, especialmente os dragsters eléctricos, eu estou particularmente interessado nesta notícia, porque a concretização desses planos poderá derrubar facilmente para menos de US$ 350,00 o cavalo-vapor /hora de uma bateria de boa qualidade, no varejo, que em uma embalagem grande pode ficar com menos de 6,5kg/cv. Com isso, os dragsters eléctricos (como este) ficarão mais baratos e potentes, o que exigirá criar uma categoria própria.

Anúncios