Mais de cinco mil pessoas testaram o Nissan Leaf, quase todas com impressões positivas, na caravana do Nissan Inova Show. Apesar de não ter sido possível ao público acelerar com gosto, talvez porque o seguro tenha se recusado a cobrir, o hatch médio de cara engraçada foi aprovado pelos potenciais consumidores, que só não gostaram de verdade do preço. Ver mais aqui e aqui. mesmo assim é muita gente que já está falando, quase sempre bem, do Folha.

Apesar da frustração do público, a partir do ano que vem a montadora começa a fornecer os 150 Leafs para a frota da Cidade-Estado de São Paulo. Repito: cento e cinqüenta Leafs para a frota do serviço público paulista. Refresquem a memória aqui. Carlos Ghosn pretende avaliar a reação do grande público à presença de seu eléctrico, bem como testar a durabilidade do carrinho em nossas ruas horrorosas, ao alcance de nossos motoristas horrorosos, á merc~e de nossas horrorosas enchentes e sob nosso horroroso hábito de sobrecarregar os carros; uma vez um tapeceiro, respondendo á minha pergunta sobre o peso que colocava no Fusquinha já com a suspensão arriada, me disse o seguinte: Não, coloco muito peso nele não… Dificilmente coloco mais que oitocentos quilos. Sic.

Apesar de a Nissan declarar velocidade máxima de 140km/h, jornalistas especializados ( estes pés de chumbo aqui) conseguiram cravar 150km/h, mas ficou a impressão de que a pista foi curta. A estabilidade foi elogiada, a arrancada ainda mais e a autonomia de ciclomotor foi o único porém, de gente acostumada a pegar a estrada nos fins de semana. Mas o desempenho revelado reforça minhas suspeitas de que a autonomia declarada é conseguida em velocidades maiores do que as regulamentares, em nossas estradas.

O que eu acredito? Sem optimismos, o paulistano se verá seduzido por quatro encantos: dar de ombros ao posto de combustível, com sua gasolina batizada; o silêncio, independente do pé pesado; e estar livre do rodízio. Sim, para quem não sabe, em São Paulo carros eléctricos não precisam aderir ao rodízio, além de pagar menos IPVA. Isto em particular  agradará aos executivos; E não menos importante, parado no congestuionamento, ele não consome praticamente nada, enquanto os outros queimam combustível à espera de uns centímetros de avanço, o Leaf descansa.

Uma política séria sobre mobilidade eléctrica ainda está fora do horizonte, porque as intenções aprovadas dependem de burocracias e regulamentações, então a iniciativa da prefeitura da Cidade-Estado de São Paulo merece aplausos; Pelo menos essa foi dentro, Kassab!

E atenção, Fortaleza, és a próxima parada da caravana. Informem-se pelo perfil no facebook (aqui) da Nissan, se programem e levem suas câmeras.

Anúncios